Categoria: Outras (Página 1 de 318)

Moro: medo da lei maluca, que anulasse todo trabalho

O futuro ministro Sérgio Moro explicou que parte da sua decisão de aceitar o cargo no Ministério da Justiça foi por “medo”. Mas não medo das ameaças como juiz, mas sim medo do que poderia vir do poder Executivo e Legislativo e que prejudicasse a Lava Jato. Em entrevista para o jornalista José Luiz Datena, na TV Bandeirantes, Moro afirmou que tinha medo “que chegaria um momento e viria uma lei maluca prejudicando todo o trabalho”.

Por sua vez, Jair Bolsonaro disse em seu Twitter que planeja rever vários contratos firmados pelo governo em gestões anteriores. O presidente eleito disse que recebeu a informação de que a Caixa Econômica Federal “gastou cerca de R$ 2,5 bilhões em publicidade e patrocínio neste último ano”. “Um absurdo! Assim como já estamos fazendo em diversos setores, iremos rever todos esses contratos, bem como os do BNDES, Banco do Brasil, Secom e outros”.  (Estadão)

Advogado de suspeito de apagar imagens do Caso Beatriz diz que cliente não vai se entregar e explica motivos

Imagem divulgada pela Polícia Civil de Pernambuco que mostra suspeito no Colégio Auxiliadora. (Foto: Divulgação)

O advogado Wank Medrado, que faz a defesa de Allinson Henrique de Carvalho Cunha, suspeito de ter apagado imagens de câmeras de segurança do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina, confirmou a este Blog que seu cliente não vai se entregar à polícia, mesmo após o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) decretar a sua prisão preventiva.

Wank explicou que entrou com um recurso e, “por enquanto, ele [Allinson] vai aguardar o julgamento“. A apreciação desse recurso, segundo Wank, só deverá acontecer em 2019, “talvez depois do Carnaval“.

A reportagem questionou como ficaria a situação de Allinson, caso a polícia chegue até ele com o mandado de prisão em mãos, ou se essa eventual detenção seria arbitrária. Sobre isso, o advogado respondeu que “a prisão não é arbitrária porque há uma ordem do tribunal“.

Questionamos, também, como ficará a situação do suspeito, uma vez que a delegada Polyana Neri, responsável pelas investigações do Caso Beatriz, já disse que ele está na condição de “foragido“. Wank Medrado respondeu que “essa expressão [foragido] foi cunhada pela imprensa” e que “o STF permite a impugnação da decisão que decretou a prisão, sem a necessidade de se entregar para ser preso“.

Decreto de prisão

O TJPE decretou a prisão do Allinson Henrique na quarta-feira (12), reformando a decisão da juíza de primeiro grau de Petrolina, Elayne Brandão, que havia negado a prisão em julho deste ano. Allinson nega a acusação de ter apagado imagens do sistema de videomonitoramento do dia do assassinato de Beatriz Angélica Mota, ocorrido em 10 de dezembro de 2015. (Blog do Britto)

Moro diz que Lula ‘fez coisas boas durante sua gestão, mas também erradas’ e lamenta ter condenado o ex-presidente

O ex-juiz e futuro ministro da Justiça, Sergio Moro, disse lamentar o fato de ter sido o autor da sentença que condenou o ex-presidente Lula. “Da minha parte nada tenho contra o ex-presidente. Acho até lamentável que eu, infelizmente, tenha sido o autor da decisão que condenou uma figura pública que tem a sua popularidade e que fez até coisas boas durante sua gestão, mas também erradas”, afirmou durante entrevista ao apresentador José Luiz Datena no programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes.

“Isso no fundo não é um bônus para mim, é um ônus. Mas o fiz cumprindo o meu dever.”, completou o ex-juiz. Lula foi condenado por Moro, em julho de 2017, a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP). Em janeiro deste ano, o TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) aumentou a pena para 12 anos e um mês de detenção. Depois de negados os recursos da defesa, Moro determinou a prisão do petista. Lula se entregou à Polícia Federal em 7 de abril e continua preso na Superintendência da PF, em Curitiba.

A defesa de Lula já entrou com vários de liberdade junto ao STF (Supremo Tribunal Federal) e STJ (Superior Tribunal de Justiça) alegando atuação política de Moro no julgamento do ex-presidente. Um dos recursos teve análise suspensa pela Segunda Turma do Supremo, no último dia 4, e não tem data para ser retomado.

O ex-juiz negou perseguição a um determinado grupo político e afirmou que a Lava Jato atingiu representantes de diferentes partidos. “Essa alegação de que a Justiça foi parcial nesses casos ignora que por desdobramento da Lava Jato vários outros personagens políticos da oposição também respondem a investigações e acusações sérias perante outros fóruns”.

Moro diz que aceitou o convite do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para assumir a pasta da Justiça com o objetivo de realizar um bom trabalho no combate à corrupção e à violência. E que tal atividade, mesmo com elementos políticos, é diferente da política ligada aos partidos. “Não me vejo ingressando na política partidária, sem nenhum demérito aos que ingressaram. Na minha visão ainda sou um técnico que está indo para uma posição que tem um encargo político, mas para fazer um trabalho específico”, afirmou Moro. A entrevista teve tom de conversa entre amigos, com vários elogios de Datena ao futuro ministro. O apresentou se referiu a Moro como um homem “corajoso” e que “não vive um personagem”. (Via: Folhapress)

Cerca de 3 mil brasileiros inscritos no Mais Médicos ainda não se apresentaram

Cerca de 3.000 candidatos que se inscreveram no programa Mais Médicos ainda não se apresentaram nos municípios para os quais foram alocados. O prazo para que comecem a trabalhar termina nesta sexta (14). Foram abertas no total 8.517 vagas. A informação é da colunista Mônica Bergamo, da Folha.

De acordo com a colunista, os dados foram apresentados nesta quinta (13) para a comissão tripartite que acompanha o programa. Ela é composta por representantes dos municípios, dos estados e da União. Boa parte dos mais de 4.000 médicos brasileiros que já se apresentaram no trabalho pode deixar os cargos a partir de março, quando começam as residências médicas do país.

Ainda segundo a colunista, o alto número de inscritos na primeira etapa do edital aberto para substituir os médicos cubanos chegou a entusiasmar Jair Bolsonaro. Ele chegou a dizer, no Twitter, que “quase 100% das vagas [dos cubanos] já foram preenchidas por brasileiros”.  Até agora, 60% delas foram de fato preenchidas.

Número de homicídios caiu 34% em Pernambuco, diz Paulo Câmara

O número de homicídios registrados em Pernambuco em novembro de 2018 caiu 34% em relação ao período correspondente em 2017. A informação, que será divulgada oficialmente nesta sexta-feira (14) pela Secretaria de Defesa Social (SDS), foi adiantada pelo governador Paulo Câmara (PSB), na noite desta quinta-feira (13).

“Reduzimos em 34% o número de homicídios em novembro. Estamos terminando o ano de 2018 muito próximos de 2015. Não tenho dúvida de que a partir de 2019 vamos retomar os menores níveis de criminalidade que Pernambuco já viu”, disse o governador durante o ato de balanço da deputada federal e vice-governadora eleita, Luciana Santos (PCdoB).

Em novembro de 2017, foram contabilizados 456 homicídios no Estado, segundo a SDS. Com a redução de 34% anunciada pelo governador, o Estado teria registrado 301 casos em novembro deste ano.

No mês passado, a Secretaria de Defesa Social (SDS) divulgou que o número de homicídios registrados em Pernambuco entre janeiro e outubro caiu 22% em relação ao período correspondente em 2017, saindo de 4.576 vítimas para 3.563.

Pacto Pela Vida

O governador comandou, nesta quinta-feira (13), a última reunião do Pacto Pela Vida em 2018. Representantes do governo e da sociedade civil participaram do encontro.

Crimes Violentos contra o Patrimônio

O mês de novembro registrou 7.415 casos de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs). De acordo com balanço divulgado nesta quinta-feira (13) pela Secretaria de Defesa Social (SDS), houve uma redução de 11,55% em relação ao mesmo mês em 2017, quando foram registrados 8.383.

Segundo a SDS, A curva de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs) segue em queda pelo 15º mês seguido em Pernambuco, na comparação com o mês equivalente do ano anterior. (Via: Jc Online)

Polícia intercepta plano de milicianos para executar Marcelo Freixo

O Globo

Um policial militar e dois comerciantes foram citados num relatório confidencial da Polícia Civil como suspeitos de envolvimento num novo plano para executar o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL). Os três homens são ligados a um grupo de milicianos da Zona Oeste, investigado pela Divisão de Homicídios (DH) pelo assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes.

O assassinato de Freixo, segundo o documento, aconteceria durante uma agenda programada pelo parlamentar para o próximo sábado em Campo Grande. Freixo encontraria com militantes e professores da rede particular de ensino, no sindicato da categoria. Os detalhes da atividade do parlamentar foram divulgados nas redes sociais e eram públicos.

Segundo o documento da Inteligência da polícia do Rio, ao qual O GLOBO teve acesso, os três nomes citados já eram investigados por um suposto vínculo em grupos paramilitares da Zona Oeste há pelo menos cinco anos. Também aparecem no controle de operações ilegais da máfia dos caça-níqueis e do jogo do bicho.

Um dos citados chegou a trabalhar como assessor e cabo eleitoral de um político investigado sob a suspeita de chefiar uma milícia naquela região.  Uma das linhas investigadas pela DH para chegar aos responsáveis pela morte de Marielle e Anderson, aponta o envolvimento de políticos e grupos paramilitares da região nos crimes. 

O relatório foi elaborado nesta quarta-feira e difundido para vários outros setores de Inteligência da Secretaria de Segurança do Rio. Receberam cópias policiais civis, militares e agentes da contrainteligência da Subsecretaria de Inteligência da pasta. O documento identificou os envolvidos e anexou fotografias de todos eles.

Funcionários do Hospital Regional Fernando Bezerra de Ouricuri, cruzam os braços por falta de pagamento

A falta de pagamento dos profissionais do hospital regional Fernando Bezerra em Ouricuri levou seus funcionários a cruzarem os braços na tarde dessa quinta-feira (13), o movimento simbólico de paralisar diversos setores da unidade hospitalar foi realizado entre as 14 e às 15h em frente ao próprio hospital.

A insatisfação está em cada funcionário de diversos setores, médicos, enfermeiros,  maqueiros, técnicos, limpeza, vigilância entre outros profissionais de apoio que alegam não estarem recebendo seus salários desde Outubro, muitos afirmam que estão sem dinheiro para pagar até as passagens para ir ao trabalho, a estimativa é que pelo menos 600 funcionários estejam com os salários atrasados no regional Ouricuri.

O Diretor do sindicato dos médicos (SIMEPE), Dr Alexandre Lage, afirma que a situação está ficando cada dia mais insustentável “temos aqui profissionais que dependem desse dinheiro para sobreviver que so tem essa renda e não estão recebendo a dois meses e a alegação da santa casa que administra o hospital é que não está recebendo o repasse do governo do estado para fazer o nosso pagamento” disse o médico que alega ainda falta de infraestrutura para os trabalhos hospitalares.

O protesto aconteceu de forma pacifica e não comprometeu o atendimento na tarde dessa quinta feira no regional, procuramos os representantes da Santa Casa que administra o hospital regional, más segundo a direção não estão autorizados a conceder entrevistas a imprensa, e que a nossa reportagem entrasse em contato com a central em Recife para maiores informações, más informaram que desde quarta feira (12) , já está acontecendo uma negociação para realizar os pagamentos. (Por Francisco Monteiro – Portal do Araripe)

Governo de PE aluga por R$ 516 mil terreno de tio da primeira-dama para instalar delegacias

Sem pagar aluguel há um ano de pelo menos 15 imóveis que abrigam unidades da Polícia Civil do interior, o governo de Pernambuco alugou sem licitação por cinco anos, pelo valor de R$ 516 mil, terreno pertencente ao conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado) João Henrique Carneiro Campos para instalação de duas delegacias.

Campos é irmão da sogra do governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), e tio da primeira-dama, a juíza Ana Luiza Câmara. Cecilia Figueiredo Wanderley Câmara, cunhada do governador, tem um cargo comissionado no gabinete do conselheiro.

Em 2011, João Campos foi indicado para o TCE pelo seu primo, o então governador Eduardo Campos, que morreu em acidente aéreo em 2014.

O aluguel do terreno, localizado no bairro do Torreão, zona norte do Recife, assinado no dia 4 de outubro deste ano, prevê prorrogação do prazo e reajuste após 12 meses.

O valor mensal que consta no contrato de locação é de R$ 8,6 mil, o que significa R$ 103,2 mil anualmente. No imóvel, vai funcionar a 2º Delegacia Seccional de Polícia e a Delegacia do Espinheiro. 

O terreno possui 572 metros quadrados, sendo 380 de área construída. 

A locação ocorre no momento em que o governo de Pernambuco enfrenta graves problemas para manter delegacias do interior do estado em funcionamento.

A Delegacia de São José do Egito será fechada após o dono do imóvel conseguir na Justiça reaver o prédio que estava alugado ao governo por falta de pagamento. 

O estado chegou a ficar mais de um ano sem pagar o aluguel e só quitou os débitos após ter sido acionado na Justiça.

O governo procura um novo local para instalação da delegacia e promete não paralisar as investigações. 

O funcionário público Magno Marques é dono do imóvel onde funciona a Delegacia de Salgadinho, no agreste pernambucano.  

“Em 2017, o governo atrasou nove meses, mas quitou. Em 2018, ainda não recebi um mês sequer. Já falei com todo mundo e não adianta.” 

O motorista Antônio Pedro Lima Filho passa pela mesma situação. “Desde 2008, alugou o imóvel onde funciona a Delegacia de Ferreiros. Estou há um ano sem receber o pagamento”, afirma. 

O proprietário da casa onde funciona a Delegacia de Buíque chegou a colocar uma faixa no imóvel: “Muitos alugueis atrasados. Paguem meu dinheiro e desocupem.”

A Folha levantou atrasos de aluguel de até um ano em unidades da Polícia Civil nos municípios de Paulista, Solidão, Tabira, Carnaíba, Parnamirim, Petrolina, Mirandiba, Salgadinho, Sanharó, Ferreiros, Buíque, Salgadinho, Ferreiros e Santa Cruz do Capibaribe.

Por meio de nota, o conselheiro João Henrique Carneiro Campos informou que, de acordo com o artigo 89 da Lei Orgânica do TCE-PE, não há nenhum impedimento legal em relação ao aluguel. 

“O contrato em questão obedece normas uniformes para todo e qualquer contrato de locação com a administração pública estadual”, explicou.

A Polícia Civil destacou que não existe nenhuma ilegalidade na contratação do imóvel de propriedade de Campos.

“Além de amparado na lei de Licitações e Contratos (nº 8.666), o processo de locação do novo imóvel traz uma economia de R$ 294.403,80 aos cofres públicos e melhores condições de trabalho aos policiais e atendimento à população”, diz a nota.

Quanto ao pagamento dos alugueis atrasados, a Polícia Civil comunicou que todos os esforços estão sendo feitos no sentido de quitar as dívidas. Há previsão para que os valores sejam pagos até o início de 2019. (Via: Folhapress)

75% veem Bolsonaro e equipe ‘no caminho certo’, diz Ibope

75% veem Bolsonaro e equipe ‘no caminho certo’, diz Ibope

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (13) em relação ao trabalho do presidente eleito Jair Bolsonaro e sua equipe indica que:

75% consideram eles estão “no caminho certo”;
14% que eles estão no “caminho errado”
11% não sabem ou não responderam.
O levantamento, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), é o primeiro desde a eleição presidencial de outubro.

Ao todo, foram ouvidas 2 mil pessoas em 127 municípios entre 29 de novembro e 2 de dezembro.

Governo Temer
A pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira também aborda a avaliação dos entrevistados sobre o governo do presidente Michel Temer (MDB). O levantamento indica os seguintes percentuais:

Ótimo/bom: 5%
Regular: 18%
Ruim/péssimo: 74%
Não sabe/não respondeu: 5%
Na pesquisa anterior do Ibope, divulgada em setembro, 78% consideravam o governo “ruim/péssimo”; 16%, “regular”; e 4% avaliavam como “bom/ótimo”.

Expectativa
A pesquisa divulgada nesta quinta-feira também abordou a expectativa do eleitor em relação ao governo Bolsonaro. Veja os percentuais:

Ótimo: 25%
Bom: 39%
Regular: 18%
Ruim: 4%
Péssimo: 10%
Não sabe/não respondeu: 4%
Principais problemas do país

A pesquisa apurou os cinco temas mais citados pelos entrevistados como “problemas do país” em 2018 (os entrevistados podiam mencionar mais de um problema):

Saúde: 46%
Desemprego 45%
Corrupção 40%
Segurança pública/violência: 38%
Educação: 32%
Eleição de Bolsonaro
Deputado federal desde 1991 e capitão da reserva, Bolsonaro tem 63 anos e disputou a Presidência da República pela primeira vez neste ano (conheça a trajetória do presidente eleito).

As informações são do G1.

Governo entrega mil camionetes para combate ao Aedes aegypti

O presidente da República, Michel Temer, participou de cerimônia de entrega de 1 mil camionetes que vão ajudar no combate do mosquito Aedes aegypti nos estados e municípios. Segundo o Ministério da Saúde, 500 cidades têm registrado número elevado de casos de dengue, zika e chikungunya, doenças que são transmitidas pelo inseto. O evento ocorreu no final da tarde desta quarta-feira (12) no Palácio do Planalto.

Durante a solenidade, o presidente Temer lembrou de outras ações de suporte à saúde nos estados e municípios, como a entrega de ambulâncias e de gabinetes odontológicos. Reforçou ainda que a conexão entre governo federal, municípios e estados tem favorecido a melhora da saúde no País e a redução de casos de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

“Nos últimos tempos não tem havido notícias desabonadoras a essa atividade e assim tem sido em todos os setores da nossa administração. Os municípios brasileiros estão recebendo veículos para trabalhar pelo povo municipal”, disse o presidente.

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, explicou que o investimento nas mil camionetes foi de R$ 109 milhões. “Esse veículo será usado nesse trabalho em vigilância em saúde. Todos os estados brasileiros serão contemplados”, explicou Occhi.

Página 1 de 318

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén